RSS

Arquivos mensais: Novembro 2011

PROFISSÃO? Igrejas Evangélicas financiam homofobia na Internet

Fonte: Vestiario.org

É sempre assim. Basta mais um caso de violência com motivação homofóbica, ou qualquer notícia sobre a comunidade gay em portais de notícias, e vem uma enxurrada de comentários depreciativos. “A ideia é fazer parecer que toda a população brasileira odeia os homossexuais”, diz o paulistano Carlos*. Desempregado há três anos, há poucos meses recebeu uma oferta tentadora na igreja evangélica que frequenta em Itaquera, na Zona Leste de São Paulo.

Ele é apenas mais um entre alguns brasileiros que recebem para “opinar” em caixas de comentários de grandes sites e blogs, também em redes sociais e fóruns. A prática, conhecida como seeding, existe há um bom tempo na internet. Mas o caso dele vai além de ideologias políticas – como aconteceu na eleição de 2010 – ou para elogiar ou negativar um produto. A briga dele é religiosa. “Deus condena os gays, não vejo o que faço como errado, mas como uma missão para moralizar o país”, justifica-se.

Marcha pela família

Marcha pela família, em junho deste ano. Evangélicos não querem nenhum avanço civil para os gays. Foto: Reprodução/G1

 

Carlos não conversou diretamente com o Vestiário, quando o entrevistei, disse ser alguém interessado em contratar o seu “trabalho”. Afinal, ele não iria falar abertamente com um veículo sobre algo antiético, e que deixa às mostras a guerra declarada de algumas seitas cristãs aos gays, por mais que muitas delas tentem assumir uma imagem imaculada e não batalhar diretamente com nenhum grupo.

Basicamente, o homem – casado e pai de duas meninas – fica antenado nos principais portais e em alguns blogs de médio porte para destilar trechos bíblicos entre palavras de ódio e depreciativas aos homossexuais. O valor recebido por mês não foi revelado, tão pouco qual grupo evangélico ele representa. Mas o preço que me pediu para algo semelhante foi de 2,5 mil reais por mês. Ele também garante conhecer “mais cinco irmãos do mesmo templo que fazem a mesma coisa”, e até ensaiou me indicar alguns caso eu precisasse.

O caso de Carlos não é uma exceção, e infelizmente, parece estar se tornando uma regra – seja também para criticar adversários políticos ou empresas concorrentes. A internet, que prometia ser um ambiente livre e neutro, trouxe às caixas de comentários de grandes sites e blogs o seu pior lado. Por isso, quando vir algum comentário contra os direitos dos homossexuais, fique atento. Pode não ser apenas uma opinião, mas um modelo de negócios.

 

CONFIRA TAMBÉM:

 
9 Comentários

Publicado por em 29 de Novembro de 2011 em Discriminação, Homo/Bissexualidade, Religião

 

Etiquetas: , , , ,

PT vai pedir cassação de Bolsonaro

Fonte: Corrêa Neto

A liderança do PT na Câmara dos Deputados anunciou nesta sexta-feira 25 que vai enviar uma representação ao Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Casa para pedir a cassação do deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ). O pedido baseia-se nas declarações consideradas preconceituosas feitas pelo deputado no plenário da Câmara um dia antes, quando ele sugeriu que a presidenta Dilma Rousseff seria homossexual e pediu que ela explicasse os motivos que a levam a defender as políticas federais contra a homofobia.

“É um caso grave e merece a análise da Casa para a cassação do mandato. Ele é reincidente”, disse o líder petista na Câmara, deputado Paulo Teixeira (SP).

Em nota, o presidente nacional do PT, Rui Falcão, repudiou a manifestação de Bolsonaro afirmando que ele agiu “com total desrespeito à pessoa da presidenta Dilma Rousseff”.

“O PT reafirma com orgulho suas bandeiras históricas contra qualquer tipo de discriminação e preconceito. Esta deve ser uma luta permanente de toda a sociedade que se queira democrática, tolerante e que respeite as diferenças, como, aliás, é da tradição cultural brasileira”, diz a nota.

O deputado Marcon (PT-RS) pediu para que a fala de Bolsonaro fosse retirada do site da Casa, o que acabou acontecendo. “O deputado é reincidente na quebra de decoro parlamentar. Está passando da hora de a Câmara adotar providências, dando um basta a essas agressões que não condizem com o processo civilizatório, com o papel de um parlamentar e tampouco com a democracia”, disse Marcon.

“O deputado direitista tem saudades dos anos de chumbo da ditadura militar e não se conforma com o fato de Dilma ser a comandante das Forças Armadas”, completou.

Distúrbio psíquico – Para o deputado Fernando Ferro (PT-PE), o caso de Bolsonaro indica evidências de distúrbio psíquico.

“Ele tem uma fixação em temas relacionados à orientação sexual que não é supostamente a dele e chega e beirar um quadro clínico. Nos deixa imaginar que tem algo mal resolvido nesta área, possivelmente necessita de tratamento clínico”, disse Ferro.

O parlamentar do PT observou que a atitude de Bolsonaro no plenário, a fazer insinuações contra a presidenta Dilma Rousseff, constitui violação à conduta ética e parlamentar. Bolsonaro, conforme lembrou Ferro, já foi alvo de outras ações por suas manifestações de intolerância a pessoas, grupos sociais e instituições. Uma delas foi quando, em entrevista ao programa CQC, da Bandeirantes, fez ataques contra homossexuais e à cantora Preta Gil – dizendo, por exemplo, que seus filhos não corriam o risco de se apaixonar por negras porque foram “muito bem educados”.

“Ele já passou dos limites, precisa ser punido pela Câmara”, disse Fernando Ferro. Ele afirmou que a Constituição assegura a livre manifestação de opinião, mas há limites. “Não se pode pregar a pena de morte, a intolerância religiosa e sexual, entre outros temas que contrariam as convenções assinadas pelo Brasil em favor da proteção e promoção dos direitos humanos”, disse o parlamentar.

 

CONFIRA TAMBÉM:

 

Etiquetas: , , , , , ,

Pastor Silas Malafaia (Líder Evangélico) chama jornalista ateia que criticou evangélicos de ‘vagabunda’

Fonte: Paulo Lopes

O jornal colocou a palavra "tramp" (vagabunda) entre aspas para deixar claro que foi dita pelo pastor

O pastor Silas Malafaia, da Assembleia de Deus Vitória em Cristo, chamou a jornalista e escritora Eliane Brum(foto) de “vagabunda” ao comentar o que artigo que ela escreveu para Época contando não ser fácil a vida

Eliane escreveu sobre intolerância religiosa

de ateus em um Brasil cada vez mais marcado pela intolerância evangélica.
A afirmação foi feita em uma entrevista relatada pelo New York Times em uma reportagem sobre a liderança que Malafaia passou a exercer no Brasil, apesar dos destemperos verbais dele.

Na entrevista, o pastor disse que “os ateus comunistas” da antiga União Soviética, do Camboja e Vietnã foram responsáveis por mais mortes do que todas as que ocorreram em consequência de “questões religiosas”.

No Twitter, Eliane disse ter ficado “chocada” com a afirmação de Malafaia.

O site de Malafaia comemorou a publicação da reportagem com a manchete de Projeto de poder dos evangélicos: a destruição do estado laicoque o pastor “é notícia em um dos maiores e mais influentes jornais do mundo”.

 

CONFIRA TAMBÉM:

 

 

 
3 Comentários

Publicado por em 27 de Novembro de 2011 em Discriminação, Religião

 

Etiquetas: , , , , , ,

Afegã presa por ter sido violentada terá de se casar com estuprador

Fonte: Paulo Lopes

Gulnaz e filha estão em uma prisão de Cabul

 

Gulnaz (foto), 21, ainda se lembra do mau cheiro do homem que a estuprou dois anos atrás. “Ele estava com a roupa suja do seu trabalho”, disse à CNN. “Quando minha mãe saiu para ir a um hospital, ele entrou em minha casa e trancou as portas e janelas. Comecei a gritar, mas ele colocou as mãos sobre minha boca.”

Desde então a vida de Gulnaz mudou radicalmente. Ela ficou grávida do estuprador e foi condenada por um Tribunal do Afeganistão a 12 anos de prisão por adultério. O homem que a violentou era na época marido de uma sua prima.

Com a sua filha, a jovem está cumprindo a pena em uma prisão de Cabul. Só tem um jeito de ela sair dali antes de todo o período da condenação: casar com o seu estuprador (que também está preso) para voltar a ser “honrada”. É o que ela decidiu fazer para continuar com a filha. Se não for assim, terá de doar a criança.

Casos como a de Gulnaz são frequentes.

Cinegrafistas contratados pela União Europeia filmaram Gulnaz e outras mulheres em situação parecida com a dela para um documentário sobre o desrespeito aos direitos humanos no Afeganistão.

A União Européia desistiu do projeto após as gravações iniciais porque teme que as mulheres que deram depoimento com o rosto a descoberto sofram retaliações das autoridades.

A República Islâmica do Afeganistão, nome oficial do país, tem cerca de 34 milhões de habitantes. Lá, por conta principalmente da religião, as mulheres são tratadas como seres de segunda categoria.

 
2 Comentários

Publicado por em 26 de Novembro de 2011 em Religião

 

Etiquetas: , , , ,

Justiça proíbe lançamento de livro que aponta suposta homossexualidade de Lampião

Por: Paulo Rolemberg
Especial para o UOL Notícias, em Aracaju

O juiz Aldo Albuquerque, da 7ª Vara Cível de Aracaju (SE), proibiu a publicação e comercialização do livro “Lampião – o Mata Sete” de autoria do juiz aposentado Pedro de Morais. A ação judicial foi movida pela família do “rei do cangaço”, que se sentiu ofendida porque, em um dos capítulos, ele é apontado como homossexual e sua companheira Maria Bonita, como adúltera.

  • Folha ImagemVirgulino Ferreira, o cangaceiro Lampião

No livro, o autor afirma que o Virgulino Ferreira, o Lampião, mantinha uma relação homoafetiva com um cangaceiro chamado Luiz Pedro, que também seria namorado de Maria Déia, a Maria Bonita, o que formaria triângulo amoroso.

Ainda no livro, o autor questiona a paternidade de Lampião em relação à única filha do casal, Expedita Ferreira Nunes, 79 anos. Segundo a obra, Lampião teria sido atingido por um tiro na genitália em 1922, o que lhe teria incapacitado de procriação.

A decisão judicial foi expedida ontem (24), momentos antes do lançamento do livro, que ocorreria em uma livraria de Aracaju. Assim, o autor está proibido de divulgar e comercializar o livro em qualquer parte do país. Pedro Morais poderá apenas se defender quanto ao conteúdo da obra.

Segundo o advogado da família, Wilson Winne, a ação judicial foi fundamentada na violação da privacidade. “Direito de liberdade de expressão tem um limite. Essa obra viola a invasão de privacidade. Ele é uma pessoa histórica. Quando se fala de Lampião, é da parte histórica. Que ele era violento, pistoleiro, herói ou bandido, mas neste caso atinge a honra da família. Está interferindo na vida da pessoa, de sua família”, argumentou.

Reprodução

Capa do livro de Pedro de Morais

O livro
Pedro de Morais informou que recorrerá da decisão e afirma que lançará o livro na próxima semana na sede da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) em Aracaju. “Eu estudo sobre Lampião há muitos anos. Juntando artigos, revistas… Não tenho nada contra a homossexualidade, eu citei como um fato histórico”, justificou o autor.

“Essa teoria [homossexualidade] já existe há mais de 40 anos. Ex-cangaceiros e remanescentes do cangaço sempre confirmaram isso. Não sou eu o criador desse detalhe”, reforçou o autor, lembrando que o antrópologo e historiador Luiz Mott já teria levantando essa tese. “Quero lembrar que a possível homoafetividade de Lampião não é o tema central do livro”.

O autor frisou que a visão “romântica” em relação a Maria Bonita foi criada pela literatura de cordel. “Não existia no cangaço, não. Ela era uma mulher pirracenta, inclusive com o próprio Lampião”, diz.

De acordo com Morais, a cangaceira era casada com um sapateiro e o deixou para seguir junto com Luiz Pedro, que como companheiro de Lampião teria convencido o rei do cangaço a aceitar uma mulher no bando, inaceitável antes da chegada de Maria Bonita.

Na opinião de Pedro de Morais, não existem motivos para endeusar ou mitificar Lampião. “Nenhuma virtude eu encontrei no bandido em qualquer ato seu”, afirmou.

Biografias e censura

O escritor Ruy Castro teve o livro “Estrela Solitária: um Brasileiro Chamado Garrincha” impedido de circular por 11 anos. No livro, ele dava a dimensão do falo do ex-jogador, o que fez com que as herdeiras de Mané Garrincha entrassem com uma ação na Justiça.

Um livro escrito por Paulo Cesar Araújo com a biografia não autorizada do cantor Roberto Carlos, lançado em 2006, também causou polêmica. Em janeiro de 2007, o artista entrou na Justiça contra o autor da obra, alegando invasão de privacidade. No mesmo ano, o cantor conseguiu impedir a comercialização da biografia e que fossem apreendidos 11 mil exemplares.

Dois projetos de lei apresentados na Câmara dos Deputados propõem permitir que o leitor brasileiro tenha acesso irrestrito a informações biográficas de figuras públicas. Os projetos dos deputados Newton Lima (PT-SP) e Manuela D’Ávila (PC do B-RS) acabam com a proibição às biografias não autorizadas.

 
 

Etiquetas: , , , ,

[VÍDEO] Gays “invandem” transmissão ao-vivo de uma emissora de TV mulçumana e se beijam

 

A rede de televisão internacional Al-Jazeera transmitiu, sem querer, um beijo gay durante uma transmissão ao vivo. Dois rapazes aproveitaram o link ao vivo para dar o primeiro beijoentre pessoas do mesmo sexo transmitido pelo canal islâmico.

De Madri, o repórter Andrew Simons divulgava o resultado da eleição presidencial na Espanha em link ao vivo direto para a sede da emissora, em Doha, capital do Qatar, um dos países mais homofóbicos do mundo, que considera a Homossexualidade/Bissexualidade crime.

Os dois rapazes chegam de mansinho no canto direito da tela e dão um beijo gay, transmitido diretamente para milhões de muçulmanos.

Assistam abaixo:

 

Etiquetas: , , , , , , ,

Abaixo-assinado contra a PEC que garante o primeiro passo para Ditadura RELIGIOSA no Brasil

PARTICIPE DO ABAIXO-ASSINADO CLICANDO AQUI

ATENÇÃO: a democracia e o estado laico como os conhecemos está com seus dias contados no Brasil! Algumas entidades religiosas estão tentando implantar a Teocracia no Brasil. Com a PEC 99 eles darão o primeiro passo, instituindo previlérios de interferirem diretamente na vida política do Brasil, quase como um direito de veto religioso.

O tempo está correndo, não há como deixar para depois, devemos agir agora! Eles estão bem representados na camara e podem assumir

Além dos perigos óbivios para as minorias, todas as religiões menores não terão esse direito, apenas as 3 ou 4 maiores, assenbléa de deus, católicos e evangélicos.

Se essa lei for aprovada estaremos novamente na idade média, onde poucos religiosos estariam novamente no poder, semelhante aos países menos desenvolvidos do planeta.

Defenda nossa liberdade, defenda o estado laico, defenda a democracia! Assine a petição e divulgue ao máximo que puder.

Se você não fizer nada agora, depois será tarde demais, pois qualquer nova lei poderá ser vetada pelos padres e pastores do Brasil.

http://www.camara.gov.br/proposicoesWeb/fichadetramitacao?idProposicao=524259
“Acrescenta ao artigo 103, da constituição federal, o inc. X, que dispõe sobre a capacidade postulatório das Associações Religiosas para propor ação de inconstitucionalidade e ação declaratória de constitucionalidade de leis ou atos normativos, perante a Constituição Federal.”

PARTICIPE DO ABAIXO-ASSINADO CLICANDO AQUI

 

CONFIRA TAMBÉM:

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 21 de Novembro de 2011 em Religião

 

Etiquetas: , , , , , ,