RSS

Arquivos mensais: Fevereiro 2012

QUEM NÃO VIU, VAI VER: Jornalista Luiz Carlos Prates volta a falar sobre a polêmica dos carros

Fonte: TV FOCO

O comentarista do SBT em Santa Catarina, voltou a falar do tema dos carros em seus comentários no jornal SBT Meio Dia do qual é comentarista.  Há pouco mais de 1 ano, o até então comentarista do Jornal do Almoço da RBS TV em SC, criticou o governo por fornecer crédito fácil para a compra de automóveis, o que segundo ele, fez com que houvesse a “popularização do automóvel”, onde “qualquer miserável” consegue comprar um carro, mesmo que “nunca tivesse lido um livro”. Segundo Prates, a popularização afeta diretamente o cidadão que perde rendimento no trabalho, e é um dos responsáveis pelo alto número de divórcios, já que as dívidas influenciam na vida do cidadão.

Agora ele volta a falar no assunto, e dessa vez com dados do IBGE e reportagens de diversos jornais do país. Confira:

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 27 de Fevereiro de 2012 em Discriminação, Política

 

Etiquetas: , ,

RIO DE JANEIRO: 68,5% são contra a legalização do aborto e 53,4% a favor da união civil entre Gays

Fonte: Estadão

O Estado de S.Paulo

Depois do carnaval, o deputado federal Arolde de Oliveira, um dos principais líderes do PSD no Rio, levará ao partido o resultado de uma pesquisa de opinião que encomendou para detalhar o perfil do eleitor da região metropolitana. Os números mostram que 68,5% dos entrevistados são contra a legalização do aborto, porcentual que sobe para 82,4% entre os evangélicos. Oitenta por cento disseram ser contra a legalização da maconha (89,4% entre os evangélicos).

No quesito casamento entre homossexuais, os entrevistados se mostraram mais tolerantes: 46,6% se disseram contrários. Entre os evangélicos, no entanto, o resultado é muito diferente: 71,6% rejeitam a união gay e apenas 18,8% aprovam. A pesquisa é do instituto GPP, que entrevistou 800 pessoas entre os dias 14 e 15 de janeiro. “Fiz a pesquisa porque queria ter uma ideia do pensamento médio da população e comparar com minha tábua de valores”, diz Arolde. / L.N.L.

 

Etiquetas: , , , , , ,

Revista “Super Interessante” revela pesquisas e acaba com os mitos sobre filhos de pais gays

Fonte: A Capa

"Super Interessante" revela pesquisas e acaba com os mitos sobre filhos de pais gays

A edição de fevereiro da revista “Super Interessante” traz uma matéria de quatro páginas sobre filhos de pais gays. A ideia é derrubar os mitos que foram criados em torno das crianças criadas por um casal do mesmo sexo. O mais velho e conhecido deles, é que os pimpolhos também vão acabar gays por conta dos seus pais.

“As pesquisas mostram que a orientação sexual dos pais parece ter muito pouco a ver com com o desenvolvimento da criança ou com as habilidades de ser pai. Filhos de mães lésbicas ou pais gays se desenvolvem da mesma maneira que crianças de pais heterossexuais”, explica Charlotte Patterson, professora de psiquiatria da Universidade da Virginia e uma das principais pesquisadoras sobre o tema há mais de 20 anos, à publicação.

O primeiro mito que a reportagem quebra é o mais velho e conhecido deles, de que os filhos também serão gays. De acordo com a publicação, um estudo da Universidade Cambridge comparou filhos de mães lésbicas com filhos de mães héteros e não encontrou nenhuma diferença significativa entre os dois grupos quanto à identificação como gays. O que o estudo revelou, na verdade, é que filhos de pais gays, por crescerem num ambiente de diversidade, se tornam mais tolerantes com as diferenças.

O segundo ponto que a “Super Interessante” toca é que as crianças precisam de uma figura materna e outra paterna. A revista começa exemplificando com as 183 mil crianças americanas que perderam os pais na Segunda Guerra Mundial, ou seja, não são só os filhos de pais gays, que podem crescer sem um pai ou uma mãe. A tal figura materna ou paterna, pode vir a ser uma tia, ou um primo, em quem a criança irá se identificar inconscientemente. A única diferença no caso é positiva. “Crianças criadas por gays são menos influenciadas por brincadeiras estereotipadas como masculinas ou femininas”, diz Arlene Lev, professora da Universidade de Albany.

Em seguida é a vez de falar sobre os possíveis problemas psicológicos que essas crianças terão por conta do preconceito. O fato é simples, quase todo mundo vai sofrer preconceito na infância, seja por ser gay, pobre, negro, gordo, alto. O bullying não se restringe apenas aos homossexuais, e muito menos aos filhos deles. Alguns estudos comprovam que as crianças sofrem discriminação por conta da sexualidade de seus pais. Mas, pesquisas que comparam filhos de gays com filhos de héteros mostram que os dois grupos apresentam níveis semelhantes de autoestima e depressão.

Por fim, o mito mais pesado. A reportagem fala sobre os riscos que essas crianças correm de sofrerem abusos sexuais. Nenhuma pesquisa até hoje faz ligação da homossexualidade com os abusos sexuais. Três pediatras norte-americanas avaliaram o caso de 269 crianças abusadas sexualmente. Desses, apenas 2 dos criminosos eram homossexuais. A lenda é alimentada por líderes religiosos, que querem mostrar que as crianças correm risco ao serem criadas por pais gays. “Homens homossexuais não tendem a abusar mais sexualmente de crianças do que homens heterossexuais”, diz a Associação de Psiquiatria Americana.

*Fonte: Revista Super Interessante – edição de fevereiro de 2012 – reportagem de Carol Castro

 

CONFIRA TAMBÉM:

 

 

 
2 Comentários

Publicado por em 17 de Fevereiro de 2012 em Discriminação, Homo/Bissexualidade

 

Etiquetas: , , , , ,

CRP dá 30 dias para que psicóloga deixe de fazer proselitismo religioso

O CRP (Conselho Regional de Psicologia) do Paraná deu prazo de 30 dias para que a psicóloga Marisa Lobo

A psicóloga Marisa fala mais de religião do que de psicologia

(foto) deixe de fazer na internet proselitismo religioso e manifestações preconceituosas contra a homossexualidade.

Marisa dá entrevista e se apresenta nas redes sociais como “psicóloga cristã”. No Twitter, ela diz ser, além de psicóloga, pregadora e teóloga.

Em seu site profissional, o Psicologia Cristã, ela mistura sua fé com a profissão: fala de Freud (que era ateu) e do poder de cura de Cristo. Seu blog, onde consta o número do registro profissional da “dra. Marisa Lobo”, publica conteúdo contra o casamento entre homossexuais, entre outros temas, dando destaque aos discursos preconceituosos de deputados evangélicos.

O blog Nação Pró-Família relata como tem sido a “perseguição religiosa” a Marisa pelo Conselho de Psicologia.

O Nação Pró-Família é anônimo, não revela o nome de seu autor, mas informa ter sido criado a pedido do deputado e pastor Marco Feliciano (PSC-SP) para defender a realização de “um plebiscito onde a nação tenha o direito de decidir sobre o casamento gay”.

O blog reproduz a foto de Marisa com uma Bíblia nas mãos diante da sede do CRP, em uma provocação desnecessária e infantil. A foto foi tirada no dia 9, quando a psicóloga recebeu a advertência de que o código de ética da profissão não permite qualquer tipo de proselitismo religioso nem manifestação que possa ser interpretada como homofóbica.

O blog diz que, no Conselho, Marisa foi informada por duas fiscais de que foi denunciada por pessoas que se sentem incomodadas por ela se declarar uma “psicóloga cristã”. Para a psicóloga, essas pessoas são  “ativistas gays, usuários de maconha e ateus”.

“Me senti perseguida, ouvi coisas absurdas, uma pressão psicológica que, se não tivesse sanidade mental, eu teria me acovardado e desistido de minha fé”, disse a psicóloga, segundo o blog.

Entre “as coisas absurdas” que Marisa teve de escutar, segundo o blog, estão as seguintes frases das fiscais:

“Você não pode se dizer cristã e psicóloga ao mesmo tempo, é ferir o código de ética.”

“Você não pode dizer que Jesus cura, sendo psicóloga.”

“Você não pode se dizer psicóloga e cristã, guarde sua fé pra você, não tem direito de externar para mídia.”

“Você não pode dar declarações que induza pessoas a acreditar que seu Deus cura, como faz em seus sites e blogs.”

“Você não tem direito de dizer em público que ama gay, mas quer ter um filho hetero.”

Marisa disse às fiscais que não usa a religião no tratamento de seus pacientes. “Não tenho nenhuma reclamação [de pacientes] no conselho em 15 anos.”

A psicóloga – sempre segundo o blog Nação Pró-Família – quis saber das fiscais se estavam pedindo para que ela negasse a Deus para poder continuar a exercer a profissão. A resposta das fiscais foi “não”, mas acrescentaram que ela, como profissional, não pode misturar religião com psicologia.

Marisa disse que prefere ser cassada a negar a sua fé. Uma das fiscais sugeriu: “Você não precisa ser cassada, porque pode abandonar a psicologia”.

O prazo para que a sicólogap deixe de fazer proselitismo religioso começou a correr no dia 9.

Prazo dado pelo conselho

Psicóloga leva a Bíblia ao CRP

Marisa em um momento de provocação infantil

Fonte: Paulo Lopes

 

CONFIRA TAMBÉM:

 

 
1 Comentário

Publicado por em 12 de Fevereiro de 2012 em Discriminação, Homo/Bissexualidade, Religião

 

Etiquetas: , , , , , , ,

Dilma Rousseff veta anúncio do Ministério da Saúde destinado aos gays

Fonte: Parou Tudo
Texto: Welton Trindade

Currículo da nobre presidente: veto ao kit contra homofobia, veto à propaganda gay! Temos uma inimiga na Presidência da República

.

Uma preconceituosa* de carteirinha é a presidente do Brasil! A propaganda de tevê destinada aos homossexuais* realizada dentro da campanha de carnaval do Ministério da Saúde foi vetada pela Presidência da República.

A intervenção acontece seis dias depois de a campanha ter sido divulgada pelo órgão. A exibição da propaganda voltada a homossexuais jovens, foco principal da ação, só ocorrerá se a cena de carícia entre os dois atores do comercial for retirada. As determinações vieram da Presidência da República e cumprem orientação da presidente Dilma Vana Rousseff.

De acordo com a Agência O Globo, o vídeo estava em exibição no site do Ministério da Saúde, mas já foi retirado. Na peça publicitária, dois rapazes são apresentados numa boate, trocam carícias e uma fada aparece com um preservativo.

Veja abaixo o comercial antes do corte!

CONFIRA TAMBÉM:

 

Etiquetas: , , , , , , , ,

Greve da PM: Só é bom quando se está na oposição

Fonte: Blog do Tsavkko

 

A PM se excedeu, o que acontece é um motim, é violento e etc, ok, não discordo. O que esperar de marginais fazendo greve, mesmo que nem seja a minoria tocando o terror? Quando você entrega nas mãos de gente despreparada, incapaz e sem sequer educação formal decente (gente, só precisa ter ensino fundamental pra ter uma arma na mão e se achar “autoridade”) a segurança de um estado (e não do povo, sejamos honestos) espera que acontecça o que?

Mas o fato é que a PM existe, é extremamente mal paga e está em greve. Esta é a realidade. Há no congresso a tramitação da PEC 300 que poderia melhorar um pouco a situação, mas o governo faz pouco caso.

Pessoalmente, repito, defendo a extinção da PM. Segurança tem que ser civil e ter amplo controle cidadão sobre seu funcionamento. Mas sabemos que a Polícia Militar serve aos propósitos de governadores, como as GCM, armadas, servem aos interesses dos prefeitos (GCM é polícia patromonial, não faz zentido andar armada, apenas se há interesses políticos e higienistas por trás).

Me dói os olhos ver blogueiro(a) fazendo assessoria pra governador que, quando na oposição, patrocinou greve da PM. Até o Lula, quando era oposição – como é fácil ser oposição e atirar pra todos os lados, não? -, antes da Carta aos Brasileiros, quando o PT ainda entendia o que significava o “trabalhadores” no nome, declarou que o salário da PM era “mixo” e que isso JUSTIFICAVA greve.

Vejam declaração de Lula:

“Acho que, no caso da Bahia, o próprio governo articulou os chamados arrastões para criar pânico na sociedade. Veja, o que o governo tentou vender? A impressão que passava era de que, se não houvesse policial na rua, todo o baiano era bandido. Não é verdade. Os arrastões na Bahia me lembraram os que ocorreram no Rio em 92, quando a Benedita (da Silva, petista e atual vice-governadora do Rio) foi para o segundo turno (nas eleições para a prefeitura). Você percebeu que na época terminaram as eleições e, com isso, acabaram os arrastões? Faz nove anos e nunca mais se falou isso”, disse Lula.

Mas hoje o PT não é mais oposição. Nem no país e nem na Bahia, então as coisas mudam. PM só serve pra dar porrada quando o governo manda e acabou.

Porque será que quando o PT era oposição os “arrastões” eram obra do governo, mas quando o PT é governo ninguém nem atenta pra essa possibilidade? Que fique claro que eu acho que a posição do Lula era equivocada. PM é bem capaz de fazer até pior – e faz. Mas a mudança de comportamento oposição/situação é claríssima!

E isso se repete sistematicamente. Pinheirinho? Estado é do PSDB, pau nele. Tupinambás? Bahia, PT e PF no meio! Ficamos calados pra não comprometer. Greve dos professores em estado tucano? Apoiamos! Greve dos professores federais? Escondemos ou chamamos de oportunistas só!

Guarani-Kaiowá? Opa, é governo federal no meio, vamos ficar calados e fingir que não acontece nada. Assim como com Belo Monte, é o governo federal, então ou a gente apoia cegamente ou cala a boca pra não dar pano pra manga.

Aí chego na questão principal: Se a PM é tão terrível – e é – porque Dilmão, que tem MAIORIA no congresso (fez alianças com deus e o diabo, especialmente odiabo, e hoje tem maioria) não põe um fim à PM?

Aí os petistas logo irão dizer que não dá, porque o apoio no congresso não é automático, que é difícil e blablabla. Oras, eu me pergunto, mas se o apoio não é automático, porque os cargos, benesses e caixinha são? PP, PMDB, PR e cia tem ministérios, cargos, comissões, mas só apoiam o que querem? Que “apoio” é esse?

O PT fez greves a vida toda – ao menos até virar governo, porque hoje até a CUT é forçada a protestar contra privatização petista e o próprio PT vai esconder e enterrar a CPI da Privataria Tucana, talvez com medo que em alguns anos a sua privataria seja escandcarada, afinal, uma mão lava a outra – e apanhou da PM, mas hoje onde governa sabe usar a PM e por isso não tem interesse em seu fim. Apenas fazem discursos ridículos quando são contrariados.

O papo da “herança maldita” não cola mais. o PT está ha 9 anos no poder e não demonstrou interesse algum nem em reformar a PM, nem e acabar com ela e sequer em votar a PEC 300. Segurança pública não é de interesse do partido dos trabalhadores que criminaliza greves. Aliás, a greve dos professores federais ano passado foi tratorada. Os professores não tinham armas. A PM tem. Então a “solução” é usar o PIF, o Partido da Imprensa Favorável, a tal blogosfera progressista,  pra fazer assessoria contra a greve, mas só contra as que interessa abafar.

Argumentos fanáticos-petistas pífios:

Greve da PM é ilegítima e ilegal —> Então porque o Wagner apoiou greve “ilegítima e ilegal” e também o Lula, no passado?
PM está “chantageando” o governo —> FHC dizia a mesma coisa de toda greve contra ele… “Chantagem” é pedir melhores salários? Então proiba-se logo toda greve!
PM está sendo violenta —> Que os culpados sejam punidos, mas as reivindicações da maioria não podem ser tratoradas.
PM é um câncer —> Então porque Dilmão, que tem MAIORIA – às custas de ministérios, cargos, comissões e “caixinha”, vulgo Mensalão – no congresso não vota pra abolir a PM?
Mas não é maioria incondicional —> Mas os ministérios e as mamatas são.
Tem que fazer aliança pra governar —> Então governa, porr*! Aliança não falta, só o PSDB e o DEM tão de fora – até quando, não sei!
Herança Maldita —> só se Dilma tem herança maldita do Lula, porque o governo veio dele. E são 9 anos pra mudar alguma coisa. A desculpa vai colar até quando, 2050?

Em 2001 o PT defendeu greve da PM na Bahia, mas era oposição. Hoje é situação, então só apoia as greves nos estados do PSDB. E a militância fanática assina embaixo. Em 2001 o PT acusava o governador de tocar o terror pra acusar a PM. Hoje o PT acusa a PM pelo terror que PODE ter sido também, em parte, orquestrado. Claro, em ambos os casos é possível e provável que seja culpa mesmo da PM, mas notem os posicionamentos.

A PM continua aí e continuará e o PT saberá usá-la sempre que “necessário”, assim como faz o PSDB e TODOS os demais partidos que tem algum poder. O mais lamentável, porém, é a assessoria vergonhosa que governistas fazem pra governador safado e governo federal altercapitalista e privatista.

 

CONFIRA TAMBÉM:

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 8 de Fevereiro de 2012 em Política

 

Etiquetas: , , , ,

CBF não vai permitir celebração de culto nas concentrações da Seleção

Andres Sanchez(foto), diretor de seleções da CBF, disse que não permitirá a celebração de cultos nas

Sanchez disse que quem quiser que reze no quarto

concentrações da Seleção Brasileira. “Quem quiser, que reze no quarto.”

Ele afirmou não ser contra a religião, mas entende que, no caso, os cultos não têm nenhuma importância. “[Além disso], o que não pode é eu ser católico e te obrigar a ser católico”, disse em entrevista ao portal UOL.

No quarto, disse, o jogador pode fazer o quiser. Para ele, o que interfere nas concentrações agora não é tanto a religião, mas o uso da internet pelos jogadores.

Lembrou que já houve época em o problema era a presença de mulheres na concentração. “Depois, vieram as cartas e em seguida a religião.”

As declarações de Sanchez são um aviso para os jogadores evangélicos e os pastores que vinham impondo sua religiosidade à seleção.

Fonte: Paulo Lopes

 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 8 de Fevereiro de 2012 em Religião

 

Etiquetas: , , ,