RSS

Criminoso nazista mais procurado do mundo é preso em Budapeste

18 Jul

Ladislau László Csizik-Cstary organizou o envio de mais de 15 mil pessoas aos campos de concentração nazista durante a Segunda Guerra

Imagem de arquivo mostra grupo de húngaros desembarcando no campo de concentração de Auschwitz

 

O criminoso nazista mais procurado do mundo foi detido na manhã desta quarta-feira (18/07) por autoridades do governo da Hungria para interrogatório, anunciou a procuradoria do país.

Ladislau László Csizik-Cstary é acusado de participação de crimes de guerra por ter comandado o envio de mais de 15 mil judeus húngaros aos campos de concentração nazista, incluindo o de Auschwitz. Segundo Tibor Ibolyia, promotor responsável pelo caso, Csatary negou às acusações e justificou que estava “apenas obedecendo a ordens”.

“Diante da gravidade dos incidentes, mas também pela necessidade de respeitar a presunção de inocência e devido a sua idade, para velar por sua saúde, o juiz pode, em um primeiro momento, autorizá-lo a ir para casa. Nesse caso, a polícia confiscaria seu passaporte”, disse Ibolyia segundo à agência de notícias AFP.

Ladislau configura no topo da lista dos nazistas mais procurados pelo centro israelense Simon Wiesenthal que conseguiu uma dica de seu paradeiro pela campanha Última Chance, que procura trazer oficias nazistas ainda vivos à justiça. O nazista foi localizado no último dia 15 em um bairro de Budapeste pelo diário britânico The Sun com a ajuda do centro.

Não é a primeira vez, no entanto, que Csizsik-Csatary enfrenta acusações judiciais.

Após o fim da Segunda Guerra Mundial, o então chefe da Polícia Real Húngara foi condenado à morte por crimes de guerra em uma corte na Tchecoslováquia. O oficial nunca chegou a cumprir pena, pois logo fugiu para o Canadá, aonde viveu durante décadas com um comerciante de mercadorias de arte.

Quando sua identidade foi descoberta no país, Ladislau foi acusado pela Justiça canadense por crimes de guerra. Mas, antes mesmo de ter o veredicto, conseguiu fugir do país há 15 anos.

por Agência Efe
Fonte: Opera Mundi

 

CONFIRA TAMBÉM:

Anúncios
 
Deixe o seu comentário

Publicado por em 18 de Julho de 2012 em Discriminação, Política

 

Etiquetas: , , , , , , ,

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: